terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Narciso Yepes (Romance Anonimo)



Dedilhei as palavras
Na palma da minha mão.
Amassei silêncio,
Tamborilei paixão.
Recordei dos sorrisos,
Entrelaçados de nada,
Feitos em linhas abertas
de vida
Na madrugada (...)

George Sand

Sem comentários:

Publicar um comentário