domingo, 19 de dezembro de 2010

Lojas de sorrisos: precisam-se!

Fui às compras.
Ficaram-me os olhos, menos nos embrulho coloridos e, mais nos rostos cansados que os carregavam. Compras a metro. Compras obrigatórias. Compras tantas vezes desnecessárias...eu sei, nasci com o "chip compras" avariado e não gosto. Sobretudo assim, por obrigação.
Também não gosto das inutilidades. Milhares de inutilidades com que atafulhamos as vidas. As nossas e as dos outros.
Um dia saímos deste mundo quase como entrámos. A mais, levamos um único par de sapatos, uma muda de roupa e, a alma, de preferência mais enriquecida: com livros, com música, com arte e sobretudo com os outros.
Pena, que não haja lojas de sorrisos...tinha comprado alguns. Isso sim, isso seria um bom presente de natal para muita gente.

Sem comentários:

Publicar um comentário