Pesquisar no Blogue

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Guilhermina Suggia



Que o tempo não apague nunca este abraço, de Guilhermina, ao seu violoncelo e à nossa feliz contemplação.
Nasceu no Porto, filha de um violoncelista e quebrou o preconceito de um instrumento pouco apropriado às meninas da época.
Com 13 anos, antes ainda de um percurso que a levou aos palcos do mundo, estreou-se à frente da principal orquestra do Porto.

Sem comentários:

Enviar um comentário