Pesquisar no Blogue

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Aprisionados

Perdi-lhe o rumo...da palavras e dos passos. Hoje reencontrei-os, no exacto momento em que os tinha deixado.
Estranhei o silêncio. A data imóvel dos post, parados no tempo....
Depois percebi: tinha partido.
As palavras, essas,  ficaram ali, sem password que as retirasse do lugar ou sem vontade, sequer.
Até os "seguidores" continuam, na distracção de quem segue, sabe-se lá por onde...estranho mundo virtual que não conhece a morte

Sem comentários:

Enviar um comentário