Pesquisar no Blogue

domingo, 20 de março de 2011

Guerra

Há palavras que quase desapareceram do dicionário. Já pouco ou nada se ouvem. Os meninos deixaram de ter sarampo e tosse convulsa. Leprosarias são coisas do passado e a peste vem nos compêndios de história.
Das casas desapareceu o tanque de lavar a roupa e a máquina de picar a carne, "amarrada à mesa".
Mas os conflitos entre os homens continuam e a solução é a mesma: a guerra.
os meus pensamentos estão com quem não a pediu e está sempre na posição mais frágil: as populações civis.
Hoje, mais uma vez, todos os noticiários começam por este terrível nome.

4 comentários:

  1. As primeiras palavras ligam-se a coisas do desenvolvimento humano, a segunda, a coisas das relações humanas. É no domínio das relações que o homem não há meio de crescer… :-S

    ResponderEliminar