Pesquisar no Blogue

terça-feira, 8 de março de 2011

Marés


Maré baixa de ciúme,
Maré alta de paixão.
Maré doce do teu nome
Maré do meu coração.
Maré viva de amargura
Maré de ti e de mim
No tempo da maré nossa
Sem ter princípio nem fim.

Maré de amor e de espanto
Maré de paz e de tempo
Maré de angústia sem nome
Maré doce e sentimento.
Maré de riso ,
De vida,
Desalento
Em maré curta.
Maré sem dar a partida
No tempo de olhar o tempo
No espaço da maré solta.

2 comentários:

  1. As ondas que vão e voltam, num crescendo de altos e baixos: assim é feita a vida de cada um de nós.

    ResponderEliminar