Pesquisar no Blogue

quinta-feira, 17 de março de 2011

O frango não trazia cocorocó



Cada vez se é pior servido. Vá-se lá saber porque é que o frango não trazia o raio do cocorocó, uma coisa essencial.
Depois de ter visto isto, tomei uma decisão: vou-me adicionar àqueles grupos contra os anúncios imprecisos, das cadeias de supermercado.
Francamente! E para mais o cidadão comeu-o. Sem cocorocó. Ao que uma pessoa está sujeita nos dias que correm...isto para não falar na saúde, que se ressente, evidentemente.
Qualquer pessoa normal se ressente, deste insistente, cocorocó inexistente.

2 comentários:

  1. Pois eu, Marquesa, já não reclamo: não é que me apareceram vários cocorocós associados ao meu frango (na verdade, um galo maduro. Se calhar foi por isso). ;-D

    ResponderEliminar
  2. Luísa, as pessoas não têm o mínimo de sensibilidade. São uns brutamotes é o que é. O seu galo está num outro poleiro...mas já se sabe é a associção de ideias. Então desde que chegou esta coisa da geração parava, parece que esparvoámos... ;)

    ResponderEliminar