segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Dias de Outono azul


 Os dias são azuis. São azuis Picasso ou azuis simplesmente. Podem ser azuis anilados, também. Mas são azuis. Da cor do mar, do céu e dos risos.
Se houvesse uma cor para os risos, teria que ser azul. Uns dias mais brilhante outros menos, mas sempre azul.
- Fala a sério!
Falo sempre. Mas em tons de azul. E com risos.
-Não estejas com brincadeiras!
-Estou sempre  e em tons de azul...
A vida a cores, corre melhor. Tem-se mais tempo para os outros, para nós próprios, para as emoções.
-Nunca levas nada a sério...
Claro que levo. Levo tudo a sério. Todas as nuances de azul, tremendamente a sério.
-Concentra-te numa coisa!
porquê? Se a vida é um caleidoscópio...azul.
- Não vais longe assim!
Nunca quis ir. Quis ficar sempre perto. Do céu, do mar, do vento e da chuva. Dos outros e de muitas coisas que podemos e devemos aprender: a música, a arte, a poesia, as folhas que vão caindo, neste Outono azul.



 

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar