Pesquisar no Blogue

sábado, 10 de setembro de 2011

Vincent - especialista de danças em amarelo



São amarelos. Profundamente e profusamente amarelos. Com uma luz tão própria que em nenhum caso os vemos à procura de outra. Como seria natural, em se tratando de girassóis.
E não são só os girassóis.
A casa é amarela. Os prados, as flores, os pigmentos, a luz..sempre amarelo.
O Amarelo de Vincent...com origens prováveis numa xantopsia. Directa ou indirectamente, ligada à tujona, presente no absinto consumido sem moderação...juntamente com a complexidade mental, do que hoje se poderia certamente enquadrar numa qualquer patologia do foro da personalidade, mais do que no esquizóide, como a época fez crer...fizeram-no assim: especialista de danças, em amarelo.
Do pontilhado, à pincelada solta, corrida,  em espiral...
Ignorado pela crítica, foi a enterrar, da forma como sempre sobreviveu: num compasso de girassóis.



Sem comentários:

Enviar um comentário