Pesquisar no Blogue

segunda-feira, 2 de maio de 2011

na dobra do meu lençol

Encosta a noite, na dobra do meu lençol.
Envolve-me na curva do teu abraço,
desenhado a lápis lazuli.
O riso escorregará manso pelo tempo,
que nos resta acordar.
Entre o silêncio tempestivo
do sonho
e o repente madrugado.


(fotografia do fotógrafo Mário Castello. Pedra do Inga)

Sem comentários:

Enviar um comentário