Pesquisar no Blogue

domingo, 22 de maio de 2011

Branco de clorofórmio

_ Vamos contar até dez: 1,2,3,4...
(o branco intenso lá em cima que  fere os olhos)
_ Diga-me a sua data de nascimento?
( O branco cada vez mais forte e os olhos esquecidos)
_ Nome completo...
(O branco e os olhos e o medo e a angústia)
_Nome compl...
(por fim as águas. Revoltas, com os salpicos de sal a escorrerem pelo vestido. Branco. Encarnado. Branco. Salgado. Feliz. Tão feliz)
_Sente-se bem?
_Sente-se...
(nenhum branco. Um silêncio vazio que revolve as entranhas. O vestido desaparecido. O mar entornado. As gaivotas desaparecidas. Os olhos vazios. A alma esquecida, a penumbra que levou tudo...)

2 comentários: