Pesquisar no Blogue

sábado, 27 de agosto de 2011

Ianelli





IV

Nem afável, nem terrivel
Igual para tudo que existe.

Do pelicano dos rios
Ao camaleão da Namíbia,
Da anêmona dos recifes,
A alguém como nós e outros mil.

Triunfará sobre a púrpura e o branco,
Sobre os ramos, as teias, os ninhos.
Será antes da rosa-dos-rumos,
Muito antes do buliço
Entre o acordar e o dormir.

Para além do último gesto,
Aquém do primeiro,
Fora de toda a idéia sensível.

Há de ser mais do que a morte, esvair-se


Mariana Ianelli, in  "Almádena"

(o quadro é do pintor Arcangelo Ianelli e chama-se "Retrato de Kátia")





Sem comentários:

Enviar um comentário