segunda-feira, 8 de julho de 2019

Decidira-se a permanecer

 




Sentara-se naquele lugar havia tanto tempo…
Ninguém lhe tinha dito que havia um momento próprio para sair,  um tempo correcto de abandonar.
O lugar parecera-lhe imenso, com espaço para o resto de quase tudo o que já sonhara,  o resto de quase tudo o que ainda não vivera.
Sentado, as mãos caídas no colo, o olhar absorto, o mundo algures e esse único lugar…Quem sabe, uma pequena conquista ao infinito.
Não passara por ali ninguém. Nem o tempo, nem nenhum outro espaço, nem sequer a sombra de um silêncio ou de um  murmúrio…as mãos caídas no colo, o olhar vazio.
Sentara-se  por uma única razão: decidira-se  a permanecer

Quadro:  "Cadeira com cachimbo" de Van Gogh

Sem comentários:

Publicar um comentário