Pesquisar no Blogue

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Absoltuto


Quantas vezes posicionarão eles o infinito, para que o meu luar, seja realmente eterno?
Sentou-se de pernas cruzadas e desenhou um x, no lugar onde o mundo, sendo uno, se vestia agora de lua nova e percebeu que ninguém poderia ser excluído. Absolutamente ninguém. Nem a sua própria identidade, fosse como fosse.
Para isso, bastaria apenas que cada um dos deuses, se e absolutamente se… pronunciasse.

(a fotografia foi tirada da internet)

7 comentários: