Pesquisar no Blogue

domingo, 23 de março de 2014

A um pequeno passo, do luar




Anoitecera cedo. Num repente, percorreram de mãos dadas toda a alameda, outrora ensolarada.
A mim, deixaram-me unicamente as sombras.
Embrulhei-me delas. E, abriguei-me… a um pequeno passo, do luar.


Fotografia de Pedro Soares de Mello

8 comentários:

  1. Só há sombra se houver luz. Um dia, a luz ocupará o lugar onde agora está a sombra já que será projectada de outro ângulo.

    Beijinhos Marianos, GS! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem sabe, se projectada... de si mesma.
      obrigada Maria
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Falta sempre um pequeno grande passo
    mas o luar existe

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez por isso mesmo... Ele existe e, está sempre tão presente.
      Obrigada

      Eliminar
  3. acolhedor o luar...

    (apesar das mãos frias)

    beijo

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Mesmo que depois saia por aí, desdizendo-se da noite,
      Num passo apressado e, perpetuado, de estrelas.

      Obrigada Filipa Campos Melo



      Obrigada Filipa Campos Melo

      Eliminar