Pesquisar no Blogue

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Olhares II


…lembro-me sobretudo dos seus passos. Lentos, fluidos, inaudiveis.
Sem chão.
Passos húmidos, que deslizavam de encontro ao fundo das lagoas.
Não fosse a transparência e o rasto ondulante dos cabelos e, ninguém saberia mais de si.
Viveria sempre assim: eternamente submerso…de uma cidade naufragada.



Fotografia: Pedro Soares de Mello

2 comentários: