Pesquisar no Blogue

sábado, 20 de julho de 2013

Vestido em tempo de vento




Antes de ontem fora o tempo. O tempo rodado no limite absurdo da bainha da sua saia.
Abotoado por fora da existência, entre casas e colcheias que lhe chegavam aos calcanhares.
E no dia anterior, fora o espaço. O espaço cingido de encontro ao peito.Com intervalos debruados.
Amanhã, seria certamente o resto do infinito, porque de hoje…de hoje só se lembrava do vento.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Grand rond de coeur en l'air



Antes de tudo, era necessário apertar bem as emoções. Enroscá-las na fita larga. A alma em pontas. A vida arrondi. E,  o arbrisé.
A
vant en, le coeur... en air !


terça-feira, 9 de julho de 2013

A Magia das Chaves - Sete Chaves, no lugar do teu coração


Era difícil entrar em casa, com a memória assim, escancarada de fresco.
Rodar sete vezes as chaves que trazia ao peito, desde que nascera, parecera-lhe sempre, uma tarefa improvável.
Sete vezes dissera-lhe a mãe, antes de morrer. Sete vezes…cada uma das sete chaves, para o lado de onde te soar o teu coração.
E as escadas a galgarem-lhe o pensamento.
E, as portas que rangiam de encontro aos sopros que vinham do quintal.
O coração a sobrepor-se, numa linha imaginária, que se estendia, pela sombra dos ombros, até ao patamar maior da sua existência…

Um desafio...e mais um conto.Espero que gostem!